Postagens recentes

RESENHA| MUNDOS ROUBADOS - LLOYD JONES (ROCCO)

11 janeiro 2017 Comentar
Até onde somos capazes de chegar por um amor verdadeiro?

Um bom livro é aquele que te coloca na narrativa sentindo tudo o que os personagens passam. É o que faz você pensar que viveu tudo, realmente. Ou é capaz de te prender tanto, que você pode jurar que tudo o que está escrito aconteceu nos mínimos detalhes. Eu consegui viver tudo isso lendo cada palavra e capítulo de Mundos Roubados.

O autor começa nos apresentando uma personagem que, aparentemente, não é lá muito voltada a lutar pelo o que quer na vida. Durante vários momentos, é até perceptível uma certa conformidade da personagem com sua situação atual, não sendo capaz de mostrar nenhum esboço de que poderia querer ou fazer algo diferente do que já tem ou faz. O que, mais adiante, vai dar um toque especial a narrativa. Você nunca imaginaria o que uma pessoa, até então conformada com sua situação, poderia ser capaz de fazer para conseguir ter em suas mãos seu amor.

Conhecemos, Inês, a protagonista dessa história cheia de reviravoltas e acontecimentos que a tiram, de uma hora para outra, de sua zona de conforto. E tudo porque confiou em um amor que não passou de uma simples noite para esquecer problemas. Mas, o que você faria se seu verdadeiro amor fosse tirado de você e levado para um lugar onde nunca pisou e, nem fala o idioma? É aí que vemos o que o desespero pode nos obrigar a fazer.

Descrita por várias personagens durante a história, Inês, vira várias e ao mesmo tempo, ninguém. Somos colocados diante da opinião de todos que a viram durante seu percurso até seu ponto final. A forma como o autor transforma sua personagem de acordo com o olhar dos demais, é maravilhosa. Parece existir várias personalidades que se colocam a frente das outras para cada situação. Nos mostrando que também somos capazes de mudarmos de acordo com a situação que está a nossa frente. E até fazer coisas que julgamos impensáveis.

Durante a leitura me coloquei várias vezes no lugar da personagem principal. Me imaginei fazendo o que ela fez para conseguir chegar onde queria. E, por várias vezes, desisti no meio do caminho. Não é fácil tomar decisões que podem fazer você ser diferente para sempre. E esse poder de gerar um pensamento crítico, sem precisar passar por todas as situações que a personagem teve que passar é o que faz de Mundo Roubados um livro para ser, com toda certeza, lido e discutido. Ele é capaz de fomentar assuntos corriqueiros na sociedade, mas, mesmo assim, pouco comentados.

Adicione ao SKOOB.
Adquira o livro através do link da Amazon e ajude no trabalho do blog. 



0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é imprescindível para avaliar nosso trabalho.

Obrigado!